Paranatinga, 22 de Outubro de 2017

Cidades

Taques pede a Temer mais atenção à infraestrutura do Estado

Em discurso em Lucas, presidente exalta gestão e diz sair do Estado com “alma incendiada”

VISITA PRESIDENCIAL | 11/08/2017 19:46:08


O  governador Pedro Taques (PSDB) pediu ao presidente Michel Temer (PMDB) uma “atenção especial” a Mato Grosso. Segundo o tucano, o Estado ajuda de forma considerável na balança comercial, mas tem pouco retorno do Governo Federal.

 

As declarações foram feitas durante visita presidencial a Lucas do Rio Verde (354 km de Cuiabá), na manhã desta sexta-feira (11).

 

“Me permita ser um governador que pede: Mato Grosso tem ajudado muito o Brasil. De US$ 100 bilhões exportado pelo complexo do agronegócio em 2015, São Paulo exportou US$ 22 bilhões e Mato Grosso US$ 16 bilhões. Isso mostra que nós sabemos fazer. Mostra que o Estado está superando desafios. Agora, o Brasil precisa olhar de forma diferenciada a Mato Grosso”, afirmou.

 

Taques pediu a Temer a saída pelo norte do País para as exportações do Estado. Pediu que a Fico (Ferrovia de Integração do Centro-Oeste) chegue a Lucas do Rio Verde e que o presidente ajude a melhorar as condições de logística do Estado.

 

“Precisamos, de uma vez por todas, resolver a saída para o Norte. Precisamos da pavimentação dos 100 km que faltam nos ligando a Miritituba [Pará]. Além disso, logo os portos de lá já não aguentarão exportar o que nós produzimos. Precisamos que a Fico, ligando a Norte-Sul, chegue a Lucas do Rio Verde. Precisamos que a Ferrogrão saia do papel. Precisamos de logística de transporte”, disse.

 

O presidente Michel temer é um homem sério, digno, que tem visão de futuro. Tenho certeza que ele fará as reformas necessárias ao Brasil

“E aqui nesta região já ocorre o chamado desemprego estrutural. Temos muitas pessoas querendo trabalhar e as vagas são superiores. Fomos o segundo Estado da federação que mais criou vaga de emprego. As pessoas precisam de qualificação. Temos nove escolas técnicas no Estado e estamos construindo mais nove com sua ajuda. Precisamos que a Universidade Federal esteja aqui em Lucas. Precisamos da sua ajuda”, afirmou.

 

Apoio a reformas

 

Ainda em seu discurso, Taques disse dar apoio às reformas que Temer tenta aprovar no Congresso Nacional.

 

“Parabéns pelas reformas que estão sendo feitas. Acreditamos nas reformas. A reforma trabalhista é, e foi, muito importante. A reforma da Previdência se faz necessária, assim como uma nova legislação para o setor rural. Precisamos, como você está a fazer, resolver as questões indígenas”, enumerou.

 

“O presidente Michel Temer é um homem sério, digno, que tem visão de futuro. Tenho certeza que ele fará as reformas necessárias ao Brasil. Seja bem-vindo a Mato Grosso. Aqui não choramos, vendemos lenço para aqueles que querem chorar”, completou.

 

“Alma incendiada”

 

O presidente começou seu discurso brincando com a última declaração de Taques sobre o lenço. Afirmou que usaria um “lenço branco” para saudar a todos.

 

O presidente aproveitou seu discurso para mencionar os feitos de sua gestão, como a redução da inflação e da taxa Selic, assim como do desemprego. Ele se classificou, ainda, como ousado ao enviar os projetos de reformas ao Congresso Nacional.

 

“Essas matérias todas, assim como teto [de gastos], que fizemos logo no início do Governo, foi fundamental para nossas finanças. Porque, convenhamos: apanhamos o País em uma das piores recessões dos últimos tempos. Nosso primeiro passo foi combater a recessão, depois caminhar para o desenvolvimento. E tudo isso envolve o setor agropecuário”, afirmou.


Por fim, disse sair do Estado com a “alma incendiada” por ver em Lucas um “Brasil que dá certo”.

 

“Eu saio daqui muito animado no sentido da própria palavra. Animado vem de anima, do latim, que significa alma. Então, saio daqui com a alma incendiada, dizendo que o Brasil tem jeito ao ver o exemplo de Lucas do Rio Verde”, completou.

Fonte: MidiaNews

FACEBOOK