Paranatinga, 24 de Novembro de 2017

Cidades

PSDB assegura que Taques é candidato à reeleição e que não existe "plano B"

ELEIÇÕES 2018 | 13/11/2017 19:52:27


A principal plataforma de trabalho do PSDB é assegurar a reeleição do governador José Pedro Taques, em 2018, na disputa para o governo de Mato Grosso e as ilações sobre um eventual ‘plano B’ são meras intrigas.  O deputado federal Nilson Leitão (PSDB) dixou o comando da Executiva Regional para construir sua pré-candidatura ao Senado e entregou a direção para o ex-vereador Paulo Borges Júnior, na última sexta-feira (10), com aval de Pedro Taques.  
 
“Nunca houve discussão de um plano B. Porque quem tem governador, não tem plano B! O PSDB só tem plano A, com a reeleição do governador como plano A. Nem se cogitou plano B”, afirmou Nilson Leitão, para a reportagem do Olhar Direto, após passar o bastão da legenda.

 
Nilson Leitão afirmou que passa a ser “um filiado para ajudar ao Paulo Borges”, que agora tem a missão de transformar montar uma chapa robusta para a Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa de Mato Grosso. “Em 2018, devemos construir uma chapa de deputado estadual e deputado federal para oxigenar, neste momento em que o Brasil está vivendo. A chapa de deputado estadual tem que ser muito bem montada, já imaginando que, em 2020, não terá coligação para vereador, nos municípios. É obrigação construir o partido forte em cada município”, ponderou o ex-presidente tucano.
 
A intenção do PSDB em ter candidatura própria ao Senado em nada atrapalharia a reeleição de Pedro Taques, na visão dos tucanos. “Temos um diálogo cada vez mais intenso, internamente. E cabe ao novo presidente articular com os demais partidos [da aliança governista] a construção para 2018”, sugeriu ele.
 
Quanto aos rumores de racha no ninho, inclusive com a ameaça de Taques sair do PSDB, Leitão crê que o assunto será tratado corretamente e encerrado por Paulo Borges, atual presidente da Companhia Mato-Grossense de Tecnologia (MTI), sucessora do antigo Centro de Processamento de Dados (Cepromat).
 
“Você não precisa fazer média com ninguém. Tem que ser franco e  ajudar falando a verdade para os seus correligionários. Tenho muito apreço pelo governador Pedro Taques. É um amigo pessoal. Eu não discuti com o governador vários temas que estão colocando na imprensa. Eu discuti com o governador de forma simples e rápida a apresentação do Paulo Borges e melhorias na saúde. Não se tratou no meu diálogo com o governador sobre a vaga [na chapa majoritária] para o Senado”, sintetizou Leitão.
 
Pedro Taques se encontra em viagem à Ásia e Europa desde o último dia 3, e retorna a Mato Grosso no próximo sábado (17). Ele já tinha viajado quando ocorreu a convenção do PSDB, na última sexta-feira.

 

 

Fonte: Olhar Direto

FACEBOOK