Paranatinga, 17 de Abril de 2021

Cidades

Prefeito participa de protesto contra medidas restritivas e entrará na Justiça para tentar derrubar decreto

Publicado 23/03/2021 13:58:22


O prefeito de Sorriso (420 quilômetros de Cuiabá), Ari Lafin (PSDB), participou de um protesto, na última segunda-feira (22), contra as medidas restritivas do governo estadual de combate à propagação da Covid-19. Junto a comerciantes do município, ele andou pelas ruas da cidade e afirmou que é possível manter estabelecimentos abertos, mesmo com o alto número de mortes e casos. Além disto, prometeu entrar na Justiça para derrubar o decreto do governador Mauro Mendes (DEM), que acabou prorrogado até 04 de abril.
 



"Externo o meu respeito e consideração a todos os comerciantes, trabalhadores e suas famílias. Que todos possam exercer a sua função na sociedade, garantindo o seu sustento através do trabalho, cumprindo com todos os protocolos de biossegurança", publicou ele em suas redes sociais, junto com fotos dele durante o protesto.



O prefeito ainda prometeu entrar com uma ação judicial para tentar derrubar o decreto de Mendes. "Fizemos a última tentativa de viabilizar a flexibilização junto ao governador. Levamos uma carta aberta e pedimos que as atividades pudessem ser mantidas até às 22 horas, atendendo às regras do plano de contingência, e o toque de recolher para às 23 horas".

Ainda conforme Ari, se isto não acontecer, o Estado e o próprio município passarão por uma "grave crise econômica e financeira". 

O prefeito aproveitou também para pedir para que os deputados reprovem o projeto de lei do governo do Estado para antecipar feriados como forma de reduzir o contágio da doença a partir da próxima sexta-feira (26) até 4 de abril.

 



"Nós temos a Saúde como prioridade. Apostando no (tratamento) precoce, reforçando trabalho da UPA, implantando mais cinco leitos de UTIs por conta própria do município. Estamos fazendo nossa parte e nós queremos trabalhar. Temos foco na Saúde, mas temos que ter a economia alinhada nesse processo", pontou em vídeo divulgado nas redes sociais.

A proposta de antecipar feriados estaduais será encaminhada ao Legislativo ainda nesta terça-feira (23). O governador Mauro Mendes (DEM) deve ir pessoalmente à Assembleia, conversar com os deputados. A medida, no entanto, não traz ação direta para o isolamento social, já que não há proibição da circulação das pessoas.

A proposta do governador é que sejam antecipados cinco feriados a partir da sexta-feira (26) desta semana, emendando com a Sexta-Feira Santa (02), isso resultaria em dez dias corridos de “feriadão”. Alguns parlamentares, no entanto, acreditam que isso só irá gerar mais aglomerações nos bairros, beiras de rio e cidades do interior, e outros defendem medidas mais duras, como um lockdown.

Nos bastidores, especula-se que os deputados estão bastante divididos quanto a esta questão e há, inclusive, a possibilidade de que o projeto não seja aprovado. As conversas continuam e assim seguirão durante as próximas horas.

 

Publicidade Áudio

Enquete

Na sua opinião qual investimento é mais urgente para Paranatinga

CONCLUIR HOSPITAL MUNICIPAL

ASFALTAR BAIRROS

MELHORAR ILUMINAÇÃO

SINALIZAÇÃO DE TRANSITO E RUAS

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE