Paranatinga, 19 de Outubro de 2018

Cidades

Operação da PF prende gerente acusado de desviar até R$ 4 mi

COOPERATIVA | 01/02/2018 23:49:58


A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (1) a Operação "Prenda-me se for capaz", com o objetivo de coibir a prática de crimes contra o Sistema Financeiro Nacional.

 

Estão sendo cumpridos um mandado de prisão preventiva, um mandado de busca e apreensão e uma quebra do sigilo bancário em Barra do Garças ( 509 km ao Norte de Cuiabá).

 

A investigação teve início em fevereiro de 2017 para apurar a prática de gestão fraudulenta e apropriação indébita no âmbito de um banco situado em Barra do Garças.

 

Denúncias apontaram inúmeras fraudes na gestão da cooperativa Sicoob por seu gerente geral, não identificado pela PF. Ele foi preso preventivamente hoje por ser o suposto autor do delito.

 

Em síntese, as fraudes consistiam em utilização de artifícios destinados a manter em erro os cooperados e, dessa forma, obter vantagem ilícita de natureza patrimonial.

 

Estima-se um desvio de R$ 2 milhões a R$ 4 milhões como a prática saques em contas dos cooperados sem autorização, empréstimos simulados e adiantamento de créditos a depositante em valores elevados (adiantamento de um valor pelo banco nos casos de utilização de saldo bloqueado ou devedor pelo correntista - conduta ilícita segundo normas do Bacen).

 

Divulgação

 

Policiais federais cumprem mandado na cooperativa bancária, na manhã desta quinta-feira

Ainda foram apurados questões como o não fornecimento de informes financeiros de Imposto de Renda, liberação indevida de cheques, descontos não autorizados de notas promissórias rurais e saques através de cheques supostamente falsificados.

 

"Prenda-me se for capaz"

 

O nome da operação é uma referência ao filme “Prenda-me Se For Capaz”, cujas atitudes do personagem principal (Leonardo di Caprio) em muito se assemelham ao investigado real.

 

No filme, o ator interpreta um homem conhecido pelas suas artimanhas contra o sistema bancário e que por diversas vezes consegue driblar a polícia, estando sempre foragido. Porém, no fim da trama, o criminoso é capturado e preso, tal qual o principal investigado pela PF de Barra do Garças.

 

Fonte: Midia News

Rádios

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE