Paranatinga, 23 de Novembro de 2020

Cidades

ALVO DE OPERAÇÃO

Milícia de VG punia quem descumpria suas regras, afirma delegado

Publicado 29/10/2020 07:55:32


O delegado da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (Derrfva), Gustavo Garcia, afirmou que a milícia alvo da Operação Medianeira, deflagrada nesta quarta-feira (28), intimidava e punia, com os “salves”, moradores do loteamento João Baracat, em Várzea Grande.

 

O grupo criminoso com seis membros identificados foi alvo da operação na manhã de quarta. Dois homens foram presos por envolvimento na morte do vigilante José Batista da Silva.

 

Conforme o delegado, que lidera as investigações, o grupo atuava na Cohab e punia moradores da região que descumpriam suas regras sociais.

 

“A gente identificou na investigação que quando alguma pessoa cometia um ato supostamente de roubo ou um desacordo entre vizinhos daquela localidade, esse grupo criminoso fazia intervenção e já aplicava a pena, já batiam”, afirmou Garcia.

 

 

Quando alguma pessoa cometia um ato supostamente de roubo entre vizinhos daquela localidade, grupo criminoso aplicava pena

Ele explicou que os suspeitos se organizavam com o objetivo que cometer roubos de veículos em Cuiabá e Várzea Grande.

 

“Eles são suspeitos de praticar roubos de veículos, tem roubos de veículos de grande porte como caminhões. Estão envolvidos no porte de armas, que são utilizadas inclusive para intimidar as pessoas na região onde eles vivem”, expôs.

 

De acordo com Garcia, ainda não se sabe se a milícia tinha envolvimento com alguma facção criminosa.

 

“A gente ainda não tem uma investigação clara. Vamos dar continuidade até para saber se existe alguma facção criminosa envolvida nessas ações”, disse.

 

Morte de segurança

 

No dia 24 de abril deste ano, um grupo armado invadiu uma oficina mecânica, na Rodovia dos Imigrantes, para roubar um automóvel.

 

Durante a ação, José Batista, que era segurança da empresa, reagiu ao assalto e acabou morto com um tiro.

 

Na Operação Medianeira, foram cumpridos dois mandados de prisão e oito de busca e apreensão domiciliar contra suspeitos indiciados pelo latrocínio. A operação também tem o objetivo de apreender objetos ligados à atividade criminosa com o intuito de fortalecer o inquérito policial. 

 

Fonte: MIDIA NEWS

Publicidade Áudio

Enquete

Na sua opinião qual investimento é mais urgente para Paranatinga

CONCLUIR HOSPITAL MUNICIPAL

ASFALTAR BAIRROS

MELHORAR ILUMINAÇÃO

SINALIZAÇÃO DE TRANSITO E RUAS

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE