Paranatinga, 16 de Outubro de 2018

Cidades

Família de menina com câncer pede doação de medula

CAMPANHA | 10/10/2018 10:44:41


 

 

Familiares e amigos da menina Maria Eduarda dos Santos, de 06 anos, diagnosticada com leucemia, fazem campanha para conseguir um doador de medula óssea para a criança.

 

Duda, como é conhecida, luta contra o câncer há três anos.

 

A avó de Maria Eduarda, Dagliane dos Santos, contou que a criança foi diagnosticada quando Duda ainda tinha três anos de idade. 

 

Em novembro de 2017, Maria Eduarda recebeu alta, no entanto em abril deste ano ela precisou ser internada novamente e foi constatado o retorno da doença.

 

“Após inúmeras campanhas Maria Eduarda foi internada no hospital em Barretos (SP), onde continua o tratamento”, contou a avó.

 

Maria Eduarda e a mãe dela, Ritielle dos Santos, se mudaram para Barretos em junho deste ano. O tratamento é feito com regularidade, o que impede que a menina e a mãe retornem para Cuiabá.

 

Cadastro 

 

A chance de encontrar doar compatível entre familiares é de 25% e de não aparentado é de um para 100 mil ou um para 1 milhão. Devido a isso, a família afirma a necessidade de possuir mais pessoas cadastradas no Registro Nacional de Doares de Medula Óssea.

 

No caso da Maria Eduarda não há compatibilidade entre os familiares e as pessoas cadastradas até o momento também não são.

 

O cadastro de doadores de medula é feito somente no Hemocentro da Rua 13 de Junho, no Centro da Capital.

 

A pessoa preenche uma Ficha de Inscrição e o Termo de Consentimento (o documento autoriza a realização do exame de HLA – estudo do teste de compatibilidade da medula óssea).

 

Fonte: Mídia News

Rádios

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE