Paranatinga, 23 de Maio de 2019

Cidades

COMPLICAÇÕES

Falha em motor teria causado queda de avião com irmão de ex-governador de GO em MT, diz Cenipa

Publicado 14/05/2019 14:02:56


Uma falha no motor teria causado a queda do avião que caiu em Vila Rica, a 1.276 km de Cuiabá, no começo deste mês. A informação consta no relatório do Sexto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

A aeronave, prefixo PT-RZN, partiu ao meio após tentar arremeter, atravessar a BR-158 e cair do outro lado da rodovia na manhã do dia 3 de maio.

As informações, ainda preliminares, apontam que a aeronave, que estava com o piloto e dois passageiros, apresentou uma falha e as luzes do trem de pouso não acenderam.

Ao iniciar o procedimento de arremetida, o piloto percebeu que o motor falhou ou apresentou um mau funcionamento. Foi realizado um pouso forçado e o avião partiu ao meio com o impacto da queda.

 

 

Policiais tiraram foto da aeronave retida por funcionários na fazenda em Vila Rica — Foto: Polícia Militar de Mato Grosso/Assessoria

O irmão do ex-governador de Goiás Marconi Perillo, Antônio Pires Perillo, e o advogado João Paulo Brzezinski da Cunha, eram os passageiros do avião.

Eles tiveram ferimentos leves e foram atendidos em uma unidade de saúde do município.

 

O acidente

 

Conforme a Polícia Civil, no dia anterior ao acidente, Antônio Perillo e o advogado seguiam para uma fazenda, alvo de uma reintegração de posse, quando o piloto precisou fazer um pouso forçado após uma pane no avião.

 

 

 

Partes de aeronave ficaram espalhadas na rodovia — Foto: PM-MT/ Divulgação

Essa propriedade onde eles desceram fica ao lado da fazenda para onde eles pretendiam ir e na mesma região de Vila Rica.

No entanto, os funcionários da fazenda, por ordem do proprietário da fazenda, bloquearam a pista e não deixaram o avião decolar.

Ainda ameaçaram atear fogo na aeronave no dia seguinte.

Por causa disso, o advogado descolou até a fazenda onde a polícia estava fazendo a desocupação e pediu ajuda. A Polícia Militar então foi à propriedade, liberou a pista e prendeu duas pessoas em flagrante por porte ilegal de arma de fogo.

Fonte: G1

Publicidade Áudio

Enquete

Você acredita que governo de MT retomará obras de asfalto da MT 130 em 2019 atá a Sete Placas?

SIM

NÃO

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE