Paranatinga, 24 de Abril de 2019

Cidades

APÓS 36 ANOS

Condenado pelo assassinato de pai de ex-deputado é preso

Publicado 06/02/2019 13:43:00


O sargento aposentado da Polícia Militar Francisco Martins Pereira foi preso na noite desta quinta-feira (5), em Cuiabá. Ele foi condenado pelo assassinato de Valdivino Luiz Pereira – pai do ex-deputado estadual Valtenir Pereira (PMDB) – crime que aconteceu há 36 anos.

 

Valdivino foi assassinado a tiros pelo ex-vereador de Juscimeira José Rezende da Silva, o Zé Guia, com a ajuda de Francisco e de Sandoval Rezende da Silva. 

 

O crime ocorreu em 1983, no Distrito de São Lourenço de Fátima, em Juscimeira. 

 

Em decisão proferida no último dia 1º, o ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a execução imediata da condenação de Francisco.

 

O sargento aposentado foi preso no Bairro CPA pela Polinter e irá passar por audiência de custódia no início da tarde desta quarta-feira (6), no Fórum da Capital.

 

A decisão de Fux também cita o réu Sandoval, que morreu há três anos.

 

Os dois foram condenados a 12 anos pelo assassinato de Valdevino. 

 

Porém o Tribunal de Justiça havia reformado o veredicto condenatório e absolvido Francisco e Sandoval por falta de provas.

 

Entretanto, o ex-deputado estadual entrou com uma reclamação contra a decisão do TJ-MT, afirmando que havia sido contrária às provas dos autos do processo, o que foi acatado por Fux.

 

Segundo o ministro, a condenação do sargento permanece novamente válida até que aconteça o julgamento do mérito da revisão criminal pelo TJ-MT.

 

“Ainda que a decisão proferida na RCL 29.621 tenha sido desafiada por Agravo Regimental, certo é que, segundo a jurisprudência deste Supremo Tribunal Federal, uma vez que esgotada as instâncias ordinárias de julgamento do mérito da ação penal, é cabível a execução imediata da condenação, ainda que estejam pendentes de julgamento de recursos interpostos pela defesa”, afirmou.

 

O crime

 

O crime aconteceu no dia 2 de fevereiro de 1983. Valdivino era agricultor e tinha 39 anos, quando foi morto com cinco tiros – três nas costas e dois no peito.

 

Na época do homicídio, “Zé Guia” confessou o crime, porém escapou da punição. No entanto, a família de Valdevino, buscou por justiça e conseguiu que ele fosse levado a júri, sendo condenado em 2004 a 12 anos de cadeira.

  

Segundo o relato de testemunhas, Zé Guia, Sandoval e Francisco faziam uma festa, quando o pai do ex-deputado foi reclamar do barulho dos fogos de artifícios e acabaram discutindo.

 

Francisco e Sandoval teriam segurado Valdivino para que Zé Guia atirasse contra ele.

Fonte: Mídia News

Publicidade Áudio

Enquete

Prefeitura e Câmara de Paranatinga lança Consulta Pública - UNEMAT

ADMINISTRAÇÃO

AGRONOMIA

PEDAGOGIA

TURISMO

CIENCIA DA COMPUTAÇÃO

CIÊNCIAS ECONÔMICAS

ENGENHARIA CIVIL

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

ENGENHARIA ELÉTRICA

FISICA

JORNALISMO

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

ARQUITETURA E URBANISMO

CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

EDUCAÇÃO FÍSICA

ENGENHARIA DE ALIMENTOS AGROINDUSTRIAL

ENGENHARIA FLORESTAL

GEOGRAFIA

LETRAS

QUIMICA

SOCIOLOGIA

ZOOTECNIA

AGROECOLOGIA

ARTES VISUAIS

CIÊNCIAS

ENFERMAGEM

FILOSOFIA

HISTÓRIA

MATEMÁTICA

SISTEMAS

TEATRO

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE