Paranatinga, 20 de Julho de 2018

Cidades

Avião é símbolo de uma quadrilha que tomava conta do Estado

ERA SILVAL | 21/06/2018 11:14:38


O governador Pedro Taques (PSDB) citou o avião entregue à Justiça por seu antecessor, Silval Barbosa, como um exemplo do bom uso que o Estado tem feito de bens "recuperados da corrupção".

 

A aeronave, um bimotor Seneca 2 avaliado em R$ 900 mil, foi entregue ao Governo no fim de novembro de 2017 e incorporada à frota do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer).

 

"Este avião é o símbolo de uma quadrilha que tomava conta do Estado", disse o governador, em evento de inauguração da reforma do hangar do Ciopaer no Aeroporto Marechal Rondon, na manhã desta quarta-feira (20).

 

Ao todo, o ex-governador foi obrigado a devolver R$ 46 milhões em bens a título de ressarcimento aos cofres públicos por prejuízos causados em diversos esquemas de corrupção revelados pela Operação Sodoma.

 

“A parte do corpo do corrupto que mais dói é o bolso”, disse o governador, que lembrou de outras ações que são realizadas com dinheiro recuperado com envolvidos em corrupção. 

 

Apenas no Centro de Reabilitação Dom Aquino Corrêa (Cridac), segundo ele, foram investidos R$ 12 milhões.

 

Novo hangar

 

Taques lembrou que conseguiu viabilizar a base original do Ciopaer enquanto atuava como procurador da república, em 2002, na operação que prendeu o ex-bicheiro João Arcanjo Ribeiro.

 

“A base antiga da Ciopaer nós começamos a viabilizar no dia 5 de dezembro de 2002, na Operação Arca de Noé. Ali era o hangar do condenado, e hoje já em liberdade, João Arcanjo Ribeiro”, afirma.

 

O governador ainda lembrou que, em fevereiro deste ano, foi inaugurado uma nova base da Ciopaer em Sorriso (400 km de Cuiabá).

 

“Já inauguramos lá em Sorriso com helicópteros de R$ 9 milhões, equipamentos no valor de R$ 2 milhões. O que mostra que a Secretaria de Segurança Pública, na nossa administração teve e tem avanços”, finaliza.

 

 

Fonte: Midia News

Rádios

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE