Paranatinga, 19 de Abril de 2019

Cidades

SAÚDE

58% dos adolescentes em MT consomem produtos industrializados, aponta Ministério da Saúde

Publicado 18/10/2018 14:00:13


 

Um levantamento do Ministério da Saúde apontou que 58% dos adolescentes de Mato Grosso consumem produtos industrializados regularmente, como macarrão instantâneo, salgadinho de pacote ou biscoito salgado. Os dados foram divulgados nessa quarta-feira (17).

Para o Ministério da Saúde, os adolescentes de Mato Grosso estão se alimentando mal. Os dados foram obtidos pelo Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN) em uma pesquisa feita em 2017 nos adolescentes acompanhados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Além disso, 39% desses jovens ingeriram hambúrguer e/ou embutidos; e 46% biscoitos recheados, doces ou guloseimas. Os números foram apresentados na terça-feira (16), em alusão ao Dia Mundial da Alimentação, e vem como um alerta para a má alimentação por esta parcela da população.

Em geral, os dados revelam que adolescentes com obesidade aos 19 anos têm 89% de chance de serem obesos aos 35 anos.

Quando se observa por sexo, os percentuais mostram que o consumo de industrializados, fast foods e alimentos doces recheados/guloseimas não se diferenciam muito, sendo um pouco maior nos meninos de Mato Grosso.

O primeiro grupo de alimento, por exemplo, é consumido por 54% delas, enquanto os adolescentes representam 60%. O consumo de alimentos do segundo grupo de alimentos é de 51% dos jovens do sexo masculino e 45% do feminino. Já os recheados, são preferência de 48% deles e 44% delas.

O balanço de acompanhamento, também, trouxe dados por região, que mostram que 54% dos adolescentes do Centro-Oeste consumiram produtos industrializados, como macarrão instantâneo, salgadinho de pacote ou biscoito salgado; 37% consumiram hambúrguer e/ou embutidos e 39% biscoitos recheados, doces ou guloseimas.

A região Norte apresenta o menor percentual. Já o Sul do país é o que apresenta a maior quantidade de jovens consumindo hambúrguer e/ou embutidos; macarrão instantâneo, salgadinho de pacote ou biscoito salgado, com 54% e 59% respectivamente.

 

Quando o assunto são biscoitos recheados ou guloseimas, a região Sul, também está na frente (46%), mas empatada com os jovens nordestinos (46%).

Os maus hábitos à mesa têm refletido na saúde e no excesso de peso dos adolescentes, no Brasil. Números da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PENSE) trouxeram que 7,8% dos adolescentes das escolas entre 13 e 17 anos estão obesos, sendo maior entre os meninos (8,3%) do que nas meninas (7,3%).

O Sisvan revela que 8,2% dos adolescentes (10 a 19 anos) atendidos na Atenção Básica em 2017 são obesos.

 

Fonte: G1

Publicidade Áudio

Enquete

Prefeitura e Câmara de Paranatinga lança Consulta Pública - UNEMAT

ADMINISTRAÇÃO

AGRONOMIA

PEDAGOGIA

TURISMO

CIENCIA DA COMPUTAÇÃO

CIÊNCIAS ECONÔMICAS

ENGENHARIA CIVIL

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

ENGENHARIA ELÉTRICA

FISICA

JORNALISMO

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

ARQUITETURA E URBANISMO

CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

EDUCAÇÃO FÍSICA

ENGENHARIA DE ALIMENTOS AGROINDUSTRIAL

ENGENHARIA FLORESTAL

GEOGRAFIA

LETRAS

QUIMICA

SOCIOLOGIA

ZOOTECNIA

AGROECOLOGIA

ARTES VISUAIS

CIÊNCIAS

ENFERMAGEM

FILOSOFIA

HISTÓRIA

MATEMÁTICA

SISTEMAS

TEATRO

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE