Paranatinga, 17 de Agosto de 2019

Brasil

1,3 Kg

Lavrador que teve pedra de 1,3 Kg e 18 cm retirada da bexiga na Bahia tem alta 5 dias após cirurgia

Publicado 25/05/2019 16:15:37


O lavrador Manoel Ferreira da Silva, de 51 anos, que teve uma pedra de 1,3 Kg e 18 cm retirada da bexiga, na cidade de Jacobina, no norte da Bahia, recebeu alta neste sábado (25). A informação foi confirmada ao G1pelo médico João Cleber Coutiunho, que realizou a cirurgia.

 

Manoel estava internado desde a segunda-feira (20), no Hospital Antônio Teixeira Sobrinho, onde passou pelo procedimento. Com a liberação da unidade médica, o lavrador volta para casa, na zona rural do município de Miguel Calmon, na mesma região do estado.

 

Susto

 

O médico responsável pela cirurgia afirma que o cálculo da bexiga do paciente é um dos maiores já encontrados em seres humanos no mundo, e diz acreditar que tenha se desenvolvido por cerca de 20 anos no homem. 

 

Em entrevista à reportagem da TV São Francisco, afiliada da TV Bahia no norte do estado, na última semana, Manoel contou que ficou surpreso ao descobrir a pedra gigante na bexiga e falou em milagre para explicar a recuperação

 

"Não passou pela minha cabeça isso. Doía e eu pensava que era menor", destacou Manoel. "Um milagre de Deus. Primeiramente de Deus e, segundo, o doutor. Nunca me faltou fé, até hoje não, graças a Deus", completou.

 

 

Cirurgia

 

O procedimento cirúrgico para a retirada da pedra na bexiga, que costuma durar cerca de 20 minutos, durou 1h30 e, além do médico João Cleber, outros cinco especialistas participaram da operação.

 

"Realmente, foi uma surpresa muito grande. Os exames pré-operatórios mostravam uma pedra de 10 centímetros, tanto a ultrassonografia como a tomografia. E quando a gente iniciou a cirurgia, que estava para ocorrer em um curto espaço de tempo, a gente percebeu que era muito maior. Foi uma cirurgia muito difícil, trabalhosa, que a gente conseguiu tirar a pedra e, depois, quando foi medi-la, tinha 18 centímetros de cumprimento. Então, realmente, foi um fato inusitado. A gente não esperava", destacou João Cleber.

 

O médico afirmou que o paciente relatou que há 10 anos sentia ardência ao urinar e um peso no pé da barriga, mas somente em janeiro ele procurou saber as causas. Exames identificaram um cálculo de 10 cm na bexiga e o paciente, então, foi encaminhado para Salvador, onde foi alertado sobre a necessidade de realização da cirurgia. No momento do procedimento, no entanto, o homem descobriu que a pedra era bem maior.

 

"A gente já fez, inclusive, uma comparação com a literatura mundial. Temos visto aí pedras relatadas de 12 centímetros na Hungria, nos Estados Unidos, mas de, normalmente, 770 gramas. Essa pedra pesa 1,3 kg. Então, realmente, até que se prove o contrário, é a maior pedra que já foi retirada de dentro de uma bexiga de um ser humano. Há relatos de pedras maiores, mas não temos comprovação científica", afirmou.

 

As pedras na bexiga geralmente são causadas pela inflamação do órgão. Isso é mais comum em pessoas idosas e ocorre quando o corpo está desidratado ou a urina está muito concentrada em função de alguma obstrução, fazendo com que ela forme cristais na bexiga, que podem acumular ao longo do tempo e criar uma pedra cada vez maior.

 

"Isso é sempre causado por alguma obstrução, seja mecânica ou funcional. Pacientes mais idosos tem dificuldade de urinar, junta urina e isso acumula e vai fazer o substrato da pedra. Mas esse paciente tem 51 anos. Então, ele deve ter começado essa pedra, pelo tamanho, pelo volume dela, eu creio que, sem ter certeza de precisar, em mais de 20 anos. Então, ele provavelmente tem uma disfunção na bexiga. Essas pedras são formadas quase que exclusivamente de cálcio. Temos outros minerais que podem substanciar essa pedra, como o próprio sódio, mas basicamente o que forma pedra é o cálcio", destacou.

 

Outros casos

 

Em 2017, um americano de 64 anos teve uma pedra de 12 cm removida de sua bexiga. A pedra, de 770 gramas, foi comparada a um ovo de avestruz.

 

Em 2012, um paciente de 43 anos que vinha se queixando de dores urinárias teve uma pedra de 1,025 kg retirada da bexiga em Wuhan, na província de Hubei, na China.

 

A equipe médica ficou surpresa quando descobriu a massa em um raio-X realizado no paciente de 43 anos, que vinha se queixando de dores urinárias.

 

Três anos antes, em 2009, médicos retiraram uma pedra de 2,4 quilos de uma mulher de 40 anos também China.

 

 

Fonte: G1

Publicidade Áudio

Enquete

Você aprova ou não? Vereadores de MT tentam mudar nome de Portão do Inferno para Portal Paraíso

SIM

NÃO

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE