Paranatinga, 26 de Abril de 2019

Brasil

Helicóptero da PM

Helicóptero da PM cai na Baía de Guanabara, Rio; um morre

Publicado 14/01/2019 16:36:38


Um policial militar morreu na queda de um helicóptero da corporação na manhã desta segunda-feira (14) na Baía de Guanabara. O sargento Felipe Marques de Queiroz, 37 anos, ficou 15 minutos preso na cabine submersa e chegou a passar por reanimação a poucos metros do local da queda, mas morreu horas depois.

O acidente foi pouco antes das 9h no Canal do Cunha, na altura da Ilha do Fundão, Zona Norte do Rio. Quatro homens estavam a bordo. Além de Queiroz, dois PMs fraturaram a perna. O quarto não teve ferimentos graves.

Resgate

Imagens do Globocop mostraram socorristas fazendo massagem cardíaca em Queiroz.

Vídeos nas redes sociais mostram ainda o momento em que um dos tripulantes, na água, acena para a terra.

Em nota, a Secretaria da PM informou que a Fênix 08 sobrevoava a região reforçando o patrulhamento na Linha Vermelha. "Durante o monitoramento aéreo da via, houve necessidade de fazer um pouso forçado na água", disse.

A porta-voz da PM, Claudia Morais, confirmou que estavam no helicóptero dois oficiais e dois praças.

O guia de turismo Gustavo Hungria testemunhou a queda. "Estava voando bem baixo, o helicóptero, quando a gente sentiu que estava acontecendo alguma coisa e ele caiu na água logo em seguida. Não deu para escutar nenhum barulho", conta

A aeronave

A PM confirmou que o helicóptero acidentado pertence ao Grupamento Aeromóvel (GAM) da corporação.

A aeronave era chamada de Fênix 08. De acordo com o registro na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), trata-se de um helicóptero modelo esquilo AS 350 BA fabricado em 1998 pela Helibras. O peso máximo de decolagem é de 2,1 toneladas, e o veículo voa com um motor turboeixo.

A aeronave pode transportar até cinco passageiros, e o Certificado de Aeronavegabilidade - documento que comprova que uma aeronave está com sua condição verificada - vai até 15 de janeiro de 2022.

"A aeronave Esquilo Modelo AS 350 BA estava com manutenção regularizada. O acidente será apurado pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). O Centro de Criminalística da Polícia Militar também acompanhará a apuração", emenda a nota.

Das sete aeronaves que a PM tem, apenas três estavam em condições de operação. Com a queda, agora são duas. As outras quatro passam por manutenção, seja periódica ou precisando de peça específica.

Também em nota, o Cenipa informou que já está analisando fragmentos do helicóptero. "A conclusão de qualquer investigação terá o menor prazo possível, dependendo sempre da complexidade do acidente", completou.

 

 

Fonte: G1

Publicidade Áudio

Enquete

Prefeitura e Câmara de Paranatinga lança Consulta Pública - UNEMAT

ADMINISTRAÇÃO

AGRONOMIA

PEDAGOGIA

TURISMO

CIENCIA DA COMPUTAÇÃO

CIÊNCIAS ECONÔMICAS

ENGENHARIA CIVIL

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

ENGENHARIA ELÉTRICA

FISICA

JORNALISMO

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

ARQUITETURA E URBANISMO

CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

EDUCAÇÃO FÍSICA

ENGENHARIA DE ALIMENTOS AGROINDUSTRIAL

ENGENHARIA FLORESTAL

GEOGRAFIA

LETRAS

QUIMICA

SOCIOLOGIA

ZOOTECNIA

AGROECOLOGIA

ARTES VISUAIS

CIÊNCIAS

ENFERMAGEM

FILOSOFIA

HISTÓRIA

MATEMÁTICA

SISTEMAS

TEATRO

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE