Paranatinga, 13 de Dezembro de 2017

Bafafá News

PM convocada entrega Siqueira

tenente-coronel Siqueira | 30/09/2017 14:57:28


O depoimento da 3ª-sargento PM Andrea Pereira de Moura Cardoso levou a delegada Ana Cristina Feldner, em mais uma etapa do escândalo dos grampos ilegais, a pedir a prisão do secretário de Justiça e coronel PM Siqueira Júnior (foto), o que foi deferido pelo desembargador Perri, mesmo sem chancela do MPE.

 

Andrea, que trabalhava no Centro Integrado de Operações Aéreas, fora informada pelo seu então comandante, na época tenente-coronel Siqueira, para procurar Zaqueu no quartel do Comando-Geral da PM, pois teria um serviço para ela na atividade de inteligência.

 

A delegada conclui que Siqueira foi quem arregimentou a policial para atuar no fictício núcleo de inteligência, ficando ali por um ano, entre 2014 e 2015. Andrea contou em depoimento que se apresentou depois para Siqueira, na Casa Militar, e este lhe disse que o serviço de inteligência estava encerrado e que ela iria ser designada para trabalhar internamente na Casa Militar.

 

Para a delegada, Siqueira sabia da existência da grampolândia e dela participou quando indicou Andrea para ajudar nos serviços de escutas ilegais de telefones de políticos, advogados, jornalistas e de autoridades do Judiciário.

 

 

Fonte: RDnews

FACEBOOK