Paranatinga, 11 de Dezembro de 2017

Agronegócios

Principal comprador de carne suína veta exportações brasileiras

PECUÁRIA | 21/11/2017 11:42:28


 

A Principal comprador de carne suína veta exportações brasileiras

A Rússia anunciou embargo nesta segunda-feira às carnes suína e bovina do Brasil. País encontrou substância proibida em embarques e deixa de importar os produtos a partir de dezembro

Jonathan Campos/Gazeta do Povo

Rússia decretou embargo às carnes suína e bovina brasileira . Veto passa a valer em dezembro

 

A Rússia anunciou nesta segunda-feira (20) que irá restringir as importações de carne suína e bovina do Brasil. A Agência Federal de Vigilância Veterinária e Fitossanitária (Rosselkhoznadzor) do pais irá impor temporariamente restrições às importações a partir de 1º de dezembro.

O motivo seria a presença do aditivo alimentar ractopamina, identificado em algumas das remessas enviadas ao país. No site da Rosselkhoznadzor, constam sete notas de restrições temporárias a embarques de carne suína e bovina da Seara Alimentos.

A substância proibida é utilizada para estimular o crescimento de massa muscular em animais. “Infelizmente, o Rosselkhoznadzor é forçado a afirmar que, de acordo com os estudos laboratoriais, os estimulantes de crescimento banidos foram novamente detectados nos produtos de criação de gado que chegam à Rússia do Brasil em 2017”, afirmou em nota o órgão russo.

 

Se a substância for novamente identificada, os carregamentos brasileiros dessas modalidades de carne para a Rússia podem ser completamente proibidos.

Exportações de Proteína Animal para a Rússia

Suínos

Posição no Ranking: 1º (volume e receita) - 236,89 mil toneladas / US$ 513,36 milhões

Bovinos

Posição No Ranking: 4º (volume e receita) - 130,6 mil toneladas / US$ 389,77 milhões

Frango

Posição no Ranking: 11º (volume) - 91,11 mil toneladas / 12º (receita) - US$ 107,36 milhões

 

 

Fonte: Gazets do Povo

FACEBOOK