Paranatinga, 12 de Dezembro de 2018

Agronegócios

AGRONEGÓCIOS

Ministério da Agricultura inicia trabalhos de auditoria no Indea

Publicado 20/03/2018 15:52:19


Equipe de auditores do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) deu início a processo de auditoria junto ao Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT) na manhã desta segunda-feira (19), em Cuiabá.

De acordo com assessoria, o grupo formado por quatro fiscais do Mapa vai avaliar a capacidade de resposta do serviço veterinário e sua atuação nas ações desenvolvidas nos diversos programas sanitários.

Durante a reunião de abertura dos trabalhos o presidente do Indea, Guilherme Nolasco, deu boas vindas ao grupo e apresentou um panorama do Instituto desde 2015. “É uma satisfação recebê-los e passar pela avaliação é uma forma de mensurar o nosso trabalho. Além de contar com uma equipe competente, dedicada, coesa e muito jovem, temos um relacionamento muito bom com a Superintendência Federal de Agricultura, andamos juntos e de mãos dadas, o que nos permite realizar um bom trabalho”.

De acordo com Nolasco, as dificuldades são muito grandes, porém houve grandes avanços. “Acredito que vocês vão notar nos números o crescimento da vigilância ativa dentro de todos os programas obrigatórios, bem como a abertura de postos fiscais, o incremento de unidades volantes mais dinâmicas e inteligentes”. O presidente acrescentou que houve avanços não só na área técnica como também na área administrativa da autarquia.

A auditoria irá avaliar quatro componentes críticos, considerados como fundamentais pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), que são: recursos humanos, físicos e financeiros; autoridade e competência técnica; interação com as partes interessadas e capacidade de acesso a mercados, além da conformidade com as normas existentes. A ferramenta de avaliação da qualidade do Serviço Veterinário Oficial (SVO) foi adaptada a partir da metodologia da OIE usada pelos serviços veterinários dos países membros, conhecida como PVS/OIE Tool (Performance of Veterinary Services).

Segundo o fiscal do Mapa, Roberto Hausen, essa ferramenta veio para somar diagnosticando a qualidade do serviço realizado. “A auditoria é imparcial. Vamos analisar os dados a partir de 2015 para entender o funcionamento tanto da área técnica como da área administrativa. O importante é que os dados levantados pela auditoria possam subsidiar importantes tomadas de decisões pelo Mapa e pelo Governo do Estado”.

O auditor do Mapa, Wendel Amaral, ressaltou que a ferramenta visa o aperfeiçoamento do serviço de defesa sanitária animal no país. “A intenção é a melhoria do sistema, do serviço como um todo, para nós como país, avançarmos nos status sanitários. Para que o nosso país avance na conquista de novos mercados por meio da exportação”.

A auditoria começou pela unidade Central do Indea e a partir desta terça-feira (20.03) os auditores seguem para avaliação das atividades executadas pelas unidades locais de execução nos municípios de Cuiabá, Cáceres, São José dos Quatro Marcos, Pontes e Lacerda, Vila Bela da Santíssima Trindade, Lucas do Rio Verde, Juara e Juína. As barreiras sanitárias da divisa com a Bolívia também serão auditadas.

No sábado (24.03), pela manhã, haverá uma reunião final onde os auditores apresentarão parcialmente, suas percepções aos gestores do Indea. O Mapa confeccionará um relatório pontuando as ações avaliadas dando um prazo de 60 dias para que o Indea confeccione um plano de ação para solucionar as não conformidades apontadas.

Essa avaliação consta no Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA) 2017-2026 e tem o objetivo de criar e manter condições sustentáveis para garantir o status de país livre da febre aftosa e ampliar as zonas livres sem vacinação, protegendo o patrimônio pecuário nacional e gerando o máximo de benefícios aos atores envolvidos e à sociedade brasileira.

 

Fonte: Agro Olhar

Publicidade Áudio

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE