Paranatinga, 25 de Abril de 2019

Agronegócios

AVICULTURA NO FOCO

Frango deve seguir em alta

Publicado 25/03/2019 15:08:54


Do ISTO É DINHEIRO 

Ao contrário do caso da soja, a possibilidade de o frango entrar na mesa de negociações de Pequim e Washington não tem causado apreensão no setor avicultor brasileiro.

 

Hoje, o frango americano é proibido na China e há indícios de que a liberação do produto possa ser usada como moeda de troca por Pequim.

 

O presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal, Francisco Turra, afirma que os EUA não têm muito excedente e é um grande consumidor da carne, o que dificultaria a China substituir de modo significativo o produto brasileiro pelo americano.

 

Ele destaca que a demanda chinesa vem crescendo e, portanto, o acordo entre os dois países não é visto como uma ameaça.

 

O mercado de frangos chinês foi aberto ao Brasil há apenas uma década e, no primeiro bimestre deste ano, passou a ser o maior para o País.

 

A China ficou com 12,5% das exportações brasileiras de frango nesses dois primeiros meses de 2019, enquanto a Arábia Saudita, antes a maior importadora, adquiriu 11,6%.

 

 

Publicidade Áudio

Enquete

Prefeitura e Câmara de Paranatinga lança Consulta Pública - UNEMAT

ADMINISTRAÇÃO

AGRONOMIA

PEDAGOGIA

TURISMO

CIENCIA DA COMPUTAÇÃO

CIÊNCIAS ECONÔMICAS

ENGENHARIA CIVIL

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

ENGENHARIA ELÉTRICA

FISICA

JORNALISMO

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

ARQUITETURA E URBANISMO

CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

EDUCAÇÃO FÍSICA

ENGENHARIA DE ALIMENTOS AGROINDUSTRIAL

ENGENHARIA FLORESTAL

GEOGRAFIA

LETRAS

QUIMICA

SOCIOLOGIA

ZOOTECNIA

AGROECOLOGIA

ARTES VISUAIS

CIÊNCIAS

ENFERMAGEM

FILOSOFIA

HISTÓRIA

MATEMÁTICA

SISTEMAS

TEATRO

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE