Paranatinga, 18 de Novembro de 2017

Agronegócios

Delegação dos Emirados Árabes visita Sinop e afirma que possibilidades de investimentos são positivas

LOGÍSTICA | 03/11/2017 01:10:57


Uma delegação mista de empresas públicas e privadas dos Emirados Árabes Unidos (EAU) esteve na cidade de Sinop (479 km de Cuiabá), no ultimo domingo (29), para conhecer as potencialidades da região e para uma rodada de negócios com empresários, visando possibilidades de parceria entre os dois países. Durante a visita, os investidores afirmaram que a cidade possui possibilidades de investimentos positivas.

"As chances são muito altas e não esperávamos que fosse tão positiva como foi. Os Emirados Árabes são um país que importa mais de 80% dos alimentos e o Brasil seria um dos primeiros lugares onde consideram investimentos. Aqui foram vistas possibilidades de fazer isso de forma sustentável em toda a cadeia de produção incluindo furtas, animal e proteína", destacou o diretor de Política e Estratégia do Centro de Segurança Alimentar de Abu Dhabi, Omar Abdulla.
 
A visita da delegação e a rodada de negócios foram organizadas em parceria pela Prefeitura de Sinop, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Governo do Estado e também com apoio do empresário Roberto Dorner. "São várias frentes e para o nosso município é muito importante trazer esses investidores. É uma oportunidade única que Sinop está tendo e para nossa região é de grande importância. É uma preocupação muito grande da prefeita de trazermos investidores e investimentos de fora", pontuou o secretario Municipal de Desenvolvimento Econômico, Daniel Brolese.
 
O encontro foi realizado na Fazenda Cascata, onde sete empresas apresentaram seus produtos e também foi possível aos investidores conhecerem um confinamento de gado. "É uma satisfação muito grande, por serem grandes investidores que vieram a Sinop conhecer as potencialidades dos empresários locais e regionais", considerou o empresário Robson Dorner, que recebeu a delegação.
 
O investimento dos EAU, no Brasil, vem crescendo a cada ano. A relação formal entre os dois países foi, ainda, nos anos 70. A relação comercial, em 2000, somava a tímida cifra de U$ 300 milhões, mas 15 anos mais tarde esses números passaram a ser bem mais expressivos para a balança comercial brasileira, atingindo a marca de U$ 3 bilhões.
 
Para o empresário do ramo alimentício Marcelo Bianki a oportunidade de contato com a delegação foi fundamental, tanto para os negócios da família como para o município. "Já fizemos o primeiro contato, agora nos pediram pra enviar um projeto, como nossa empresa é familiar, que vem produzindo toda a cadeia, desde a produção da muda até a industrialização. É uma porta que abre para nós".
 
Segundo o secretário adjunto de agricultura da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Alexandre Possebon, esse contato com os Emirados Árabes unidos começou a ser construído há algum tempo. "Eles estão muito interessados em fazer parcerias para investimentos na segurança alimentar de alguns produtos que somos campeões em produção, como é o caso do milho, soja, bovino cultura, carnes e outros que eles são grandes consumidores, como frutas, vegetais, isso é muito importante para o Estado, porque são delegações que tem uma expertise muito grande de logística e comercializações. Eles estão localizados na porta de entrada para o oriente médio e Ásia".
 
A passagem por Sinop finalizou uma série de visitas realizadas pela delegação em municípios da Região Norte do Estado.

Fonte: Agro Olhar

FACEBOOK