Paranatinga, 22 de Julho de 2018

Agronegócios

Capitais perdem participação no PIB do país para municípios do interior; Cuiabá é 16ª em ranking

ECONOMIA | 16/12/2017 14:08:45


De 2002 a 2015, em 20 dos 26 estados brasileiros o Produto Interno Bruto (PIB) das capitais perdeu participação no montante nacional em detrimento de municípios menores, que apresentaram crescimento de 63,9% para 66,9% do PIB. O avanço foi de 2,9 pontos percentuais no período, de acordo com levantamento divulgado nesta quinta-feira (14), pelo  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com total de R$ 21,2 bilhões, Cuiabá ocupa a 16ª colocação entre as capitais e a 36ª, considerando todas as cidades do país.

No contexto geral, o PIB do Brasil é de quase R$ 6 trilhões, incluindo R$ 107 bilhões oriundos de Mato Grosso. De acordo com o IBGE, entre as capitais, São Paulo ocupou a primeira posição em contribuição, com R$650,5 milhões, enquanto Palmas responde pelo último lugar, com R$ 7,4 mi. O principal destaque entre as reduções ficou com Recife, com redução de 8,8 pontos percentuais (p.p.);  seguido de Belém (-7,9 p.p.); e Vitória (-7,4 pontos).

 À Agência Brasil o pesquisador do IBGE, Frederico Cunha, explicou que as atividades industriais e de serviços foram as que mais contribuíram para este movimento: “as capitais perderam participação principalmente nas atividades industriais, com redução de 4,1 pontos percentuais, e nas atividades de serviços, com menos 5,8 pontos percentuais. Houve perda de 1,7 ponto percentual também nas atividades de administração, defesa, educação e saúde pública e seguridade social.”

Em 2015, sete municípios (São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre e Manaus) concentravam cerca de 25,0% do PIB naciaonal. Juntos, abrigavam 14,3% da população. Os cinco primeiros mantêm a mesma posição no ranking desde 2010. Os dez municípios com os maiores PIB per capita somaram 1,3% do PIB brasileiro e apenas 0,1% da população do país, em 2015. Os 25 municípios com maiores PIB somavam 37,7% de participação e apenas 23,5% da população.

No período, em 3.170 municípios (56,9% do total) a principal atividade econômica era a Administração, defesa, educação e saúde públicas e seguridade social. Excluindo o serviço público, em 3.129 municípios (56,2% dos municípios do país) a Agropecuária era a principal atividade econômica. Clique aqui para acessar a publicação completa.
 
Municípios fora das capitais eram responsáveis com 66,9% do PIB em 2015

De 2002 a 2015, em 20 dos 26 estados brasileiros o PIB das capitais perdeu participação no PIB nacional. Em 2002, 36,1% do PIB brasileiro era proveniente das capitais dos estados, valor que em 2015 passou para 33,1%, representando uma perda de 2,9 pontos percentuais. Ao contrário, os municípios fora das capitais eram responsáveis por 63,9% do PIB e passaram a contribuir com 66,9%, um avanço de 2,9 pontos percentuais no mesmo período. De 2002 até 2014, a queda de participação das capitais é um pouco maior: 3,2 pontos. 
 

 

Fonte: Agro Olhar

Rádios

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE