Paranatinga, 17 de Outubro de 2018

Agronegócios

AgRural vê safra de soja do Brasil em recorde de 120,3 mi t e plantio acelerado

AGROPRODUÇÃO/GRAOS | 24/09/2018 13:42:55


 

A safra de soja do Brasil 2018/19 deverá atingir um recorde de 120,3 milhões de toneladas, aumento de 1 milhão de toneladas na comparação com a histórica temporada anterior, estimou nesta sexta-feira a consultoria AgRural.

 

A consultoria, que elevou em 100 mil hectares a previsão de plantio ante o levantamento de agosto, para um recorde de 35,8 milhões de hectares, afirmou que os trabalhos começaram de forma antecipada nesta temporada, beneficiados por chuvas especialmente no Paraná.

 

 

 

Até o momento, produtores plantaram soja em 1,9 por cento da área projetada no país, ante 0,3 por cento da média de cinco anos para o período, mesmo índice para a época na safra passada.

 

 

Na temporada passada, o Brasil, maior exportador global, plantou uma área de soja de 35,15 milhões de hectares.

 

"O aumento de área é efeito dos bons resultados de produtividade e rentabilidade da safra 2017/18 e da expectativa, por parte dos produtores, de preços atraentes em reais", disse a AgRural em nota, lembrando que a estimativa de produção leva em conta uma linha de tendência de produtividade.

 

 

Como a safra está só no seu início, dependerá das condições climáticas para confirmar as previsões de produção --a colheita da soja em geral se intensifica no início do ano.

 

 

A queda dos preços em dólar, que dificulta o avanço dos negócios antecipados em parte do Cerrado, e a nova tabela do frete rodoviário, contudo, limitam a expansão da área de soja, observou a consultoria. Em Chicago, os contratos futuros estão oscilando perto de mínimas em dez anos.

 

 

"A decisão de alguns produtores de plantar mais milho na primeira safra é outro fator que impede um avanço maior da oleaginosa", acrescentou a consultoria. 

De acordo com a AgRural, a boa umidade no solo deixada por chuvas de agosto e setembro tem permitido um rápido avanço no plantio da safra 2018/19 de soja no Paraná.

 

Foi o mais precoce plantio já registrado no histórico da AgRural (iniciado 12 anos atrás) para o segundo produtor da oleaginosa no Brasil, em linha com dados do governo paranaense reportados pela Reuters na semana passada.

Até quinta-feira, 11,2 por cento da área do Paraná já estava semeada no Estado, ante 1,7 por cento no ano passado e 1,9 por cento na média de cinco anos, segundo dados da AgRural.

 

Em Mato Grosso, líder na produção de grãos do Brasil, o plantio também começou com o fim do vazio sanitário contra o fungo da ferrugem e as primeiras chuvas. Os trabalhos se concentram mais nas regiões oeste e norte.

A AgRural apontou que o plantio em Mato Grosso atingiu 0,6 por cento da área de soja do Estado.

 

Já o Imea, órgão ligado ao setor produtivo, informou nesta sexta-feira que o plantio avançou para 0,8 por cento da área, leve alta ante a temporada passada.

Em Mato Grosso do Sul, algumas áreas pontuais já foram semeadas no norte. Também já há plantio em Rondônia, acrescentou a consultoria.

 

MILHO

A AgRural afirmou ainda que a área de milho verão do Centro-Sul do Brasil deve ter leve crescimento de 0,7 por cento na temporada 2018/19, para 2,892 milhões de hectares, sendo impulsionado pelo Sul, devido aos "preços atraentes do cereal no mercado disponível".

 

Para Sudeste e Centro-Oeste, a expectativa é de estabilidade em relação à safra passada.

A consultoria indicou que o plantio de milho verão chega a 24 por cento da área no centro-sul, avanço de sete pontos percentuais em uma semana, superando os 19 por cento de um ano atrás e o mesmo índice para a média de cinco anos.

 

Fonte: Agro Olhar

Rádios

Anuncios

CURTA NOSSA FAN PAGE